O XX Festival de Ópera do Theatro da Paz é um evento de abrangência nacional do gênero, com várias atividades de formação e capacitação, e realizado em Belém, capital do Pará, na Amazônia. Criado em 2002, é um dos grandes acontecimentos culturais em ópera no país e na América Latina. O festival já iniciou em abril e se estenderá até dezembro, com várias atividades sociais, culturais e parcerias. A realização é do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult).

O “Da Paz”, como é carinhosamente tratado pela população, é um teatro/templo de arte e cultura do Pará e concentra tanto grandes espetáculos, como dá espaço aos talentos locais, valorizando suas raízes e sua expressão cultural. O festival vem sendo realizado todos os anos, incluindo outubro, mês em que se realiza o Círio de Nazaré – a maior festa religiosa do Norte/Nordeste e uma das mais importantes do país.

Desde sua criação, o Festival já executou 43 óperas e capacitou mais de 300 alunos com sua programação acadêmica e artística, revelando grandes talentos. Em paralelo ao evento, serão realizadas variadas programações, com uma abrangência inédita e social que muito tem a ver com a época de pandemia, em que oportunidades e solidariedade são a tônica em qualquer atividade, principalmente a cultural.

O XX Festival de Ópera do Theatro da Paz apresenta um novo formato para 2021. Além da ênfase na formação de novos profissionais em artes cênicas e musicais, o projeto desta vigésima edição é a base de um recomeço na cadeia produtiva em nosso Estado, que vai abranger setores ainda não atingidos pela população socialmente mais vulnerável. E é também um novo espaço para que, num futuro próximo, o Theatro da Paz venha a ser um teatro-escola, dando oportunidade para que novas gerações se transformem em profissionais e revele talentos.

O III Curso de Formação em Ópera vai ofertar 90 bolsas de estudos, sendo 45 destinadas aos cantores líricos e 45 para técnicos que atuam na produção dos espetáculos. Com duração de cinco meses, a formação será via plataforma digital, com 5 módulos de aulas para cada grupo. A iniciativa tem convênio com o Amazonas e vai abranger todo o Pará.

Mensagem do Governador do Estado do Pará, Helder Barbalho

A abertura do XX Festival de Ópera do Theatro da Paz, o segundo festival nesse gênero mais antigo do Brasil, é motivo de orgulho. Isso se reflete na demonstração da cultura, da pujança e do talento de tantos paraenses que fazem a ópera no nosso Estado e que encontram neste festival um momento de encontro, de congraçamento, o ápice para mostrar a beleza e a qualidade da ópera e da cultura no nosso Estado.

Destacamos que este Festival de 2021 traz uma novidade: o projeto Sons de Liberdade, uma parceria da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), para fazer com que os custodiados possam, a partir do canto e da música da ópera, se ressocializar, mostrando o seu talento e garantindo que o ambiente carcerário do Estado seja efetivamente de reintegração.

E nada melhor do que a música, a ópera e a arte para garantir esse caminho de futuro para os apenados do nosso Estado. Viva a paz, viva a ópera, viva a música, o canto, viva a cultura paraense. Um excelente Festival de Ópera do Theatro da Paz em 2021. Parabéns a todos!

Mensagem da secretária de Estado de Cultura, Ursula Vidal

Era uma noite de lua nova em Belém do Pará. Em 7 de agosto de 1880, dois anos após sua inauguração, o Theatro da Paz abria as cortinas para receber a primeira temporada de ópera de sua longeva trajetória, com a montagem de Ernani, de Giuseppe Verdi. A imponente casa de espetáculos erguida no coração da Amazônia passaria, então, a exercer sua prestigiosa vocação, recebendo companhias líricas que seguiam uma rota internacional no calendário operístico, com temporadas em cidades como Milão, Lisboa e Nova York. Celebrar os 20 anos do Festival de Ópera do Theatro da Paz é dignificar esta memória e esta história. É sublimar em ações concretas e perenes a pujante vida cultural da cidade e deste equipamento púbico tão simbólico para as artes no Estado.

Nestas duas décadas, o Festival se consolidou como uma política estruturante que inclui várias frentes de fomento à cultura. Entre elas, a formação de plateia – foram cerca de 144 mil espectadores em mais de duzentas récitas, concertos e recitais – e a constituição de uma potente cadeia produtiva da ópera no Pará, com a profissionalização de centenas de músicos, técnicos e cantores líricos. A qualidade das montagens, a participação de profissionais renomados no cenário operístico nacional e internacional e o alto nível técnico de nossa Orquestra Sinfônica alçaram o Festival de Ópera do Theatro da Paz a um lugar de reconhecimento e respeito no Brasil e no mundo.

Criar este Festival foi uma decisão arrojada e corajosa de Gilberto Chaves, que lançou um olhar sobre o passado, mirando o futuro e as possibilidades de um caminho profícuo e fulgurante para a história da ópera no Pará. Nossa missão é honrar este legado, abraçando os desafios atuais, como a migração para o formato digital, com apresentações, palestras e debates no ambiente virtual – o que possibilitou o cumprimento das regras de distanciamento social exigidas pela pandemia. Nosso Theatro-escola também já começa a sair do papel, com a continuidade do Curso de Formação em Ópera, que este ano ganha escala, ampliando o número de bolsistas para 90 cantores e técnicos e fortalecendo a parceria da Secult com a Secretaria de Cultura do Amazonas na criação do Corredor Lírico do Norte. Outra ação pioneira desta celebração dos 20 anos é a capacitação de custodiados do Sistema Penal inseridos no projeto ‘Sons de Liberdade’, que produzirão parte dos cenários e dos figurinos da Ópera Il Tabarro – uma das montagens da edição deste ano.

Acreditamos estar trilhando o caminho certo.

Se arte e cultura são heranças das divindades, não há como afirmar peremptoriamente. Da mesma forma que na ópera da vida as certezas são “etéreas”. O que sabemos é que, em meio ao grande caos, podemos viver sem bens materiais, mas não sem a arte. Por aqui, nosso objetivo continua sendo valorizar, qualificar, incentivar e agregar, para que quando os primeiros acordes anunciarem a nova temporada de Ópera do Theatro da Paz, sejamos elevados novamente aos céus, com a certeza de que dele nunca saímos…

Mensagem do diretor do XX Festival de Ópera do Theatro da Paz, Daniel Araújo

Há três aspectos importantes para ressaltar no Festival de Ópera deste ano. O primeiro é o importante passo que estamos dando na criação de um corredor cultural no Norte do país. Com inovação, modernidade e inclusão social. Todavia, sem perder de vista o viés do canto lírico – ponto forte e inerente aos eventos carreados pelos estados do Pará e do Amazonas. Os Festivais de Ópera de ambos os estados nortistas são os dois mais antigos do país e talvez, os únicos acontecendo neste momento. Estamos orgulhosamente consolidando nossa Região Amazônica como um polo de produção de ópera muito importante no país com resultados positivos na cultura nacional e um corredor cultural que confirma a nossa presença no cenário nacional como referência no gênero.

Como segundo ponto importante, temos o projeto social que confere ineditismo e inclusão social ao Festival de Ópera ao lançar uma atividade na programação que é mais que cultural, é social. Trata-se do programa “Sons de Liberdade” que vai entrar no escopo do festival de ópera como uma ação social permanente do evento.  Vamos através da economia criativa proporcionar a pessoas em situação de privação de liberdade, capacitação para que depois possam compor o rol de técnicos habilitados em trabalhar e ser absorvidos nas posteriores produções do festival, dando-lhes oportunidade de inclusão social e geração de renda.

O terceiro aspecto e o mais significativo, é a comemoração dos vinte anos de realização do Festival de Ópera do Theatro da Paz. São duas décadas de produção intensa com cerca de 45 óperas realizadas, além de musicais, recitais e concertos de encerramento que havia todos os anos.

É nosso sonho que o Festival de Ópera do Theatro da Paz se torne cada vez mais referência de formação onde nós possamos capacitar novos técnicos, vozes líricas e revelar grandes talentos locais para o Brasil e para o mundo.

Acompanhe as nossas redes sociais